Governo apresenta proposta de reajuste às Agências

Dentre as poucas categorias que não conseguiram nenhuma revisão salarial no ano passado, em função de impasses na negociação com o Ministério do Planejamento, as agências devem ter reajuste de 19,5% para os próximos dois anos. Ainda não há definição sobre uma importante modificação na sua estrutura da carreira, há muito tempo defendida pelos servidores: a conversão para o modelo de subsídios, no lugar do atual formato de vencimento somado à gratificação de desempenho.

O formato de subsídio é uma forma de remuneração em parcela única, prevista na Constituição, obrigatória para agentes políticos e opcional para qualquer cargo organizado em carreira. Seu objetivo é simplificar a retribuição pecuniária, dar maior transparência e facilidade de administrar as despesas com o funcionalismo, e tem por objetivo evitar a criação de gratificações de maneira descontrolada.

Esta é uma antiga luta dos servidores de agências reguladoras, que passam a ter maior previsibilidade nos seus salários e não dependem, por exemplo, do cumprimento de metas institucionais, que muitas vezes nada têm a ver com o desempenho individual do servidor. E

Com o subsídio, todos os servidores são beneficiados, em especial os em início de carreira, que deixam de perder os 20 pontos de Gratificação de Desempenho até a realização da avaliação de Desempenho. Com isto, o salário inicial para as carreiras de Especialista e Analista Administrativo, por exemplo, saltam de, respectivamente, R$ 10.019,20 e R$ 9.263,20 para R$ 12.945,90 e 11.870,90 R$, em 2014, e R$ 13593,69 e R$ 12.464.69, em 2015.

Fonte: http://www.ocabrestosemno.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=7764&catid=3&Itemid=9 e Sinagências

MPU: avaliação de desempenho

Antes de tudo, este post visa tratar apenas da avaliação de desempenho de servidores que é realizada anualmente, que normalmente tem por objetivo a concessão de progressão ou promoção na carreira (subida de nível). Em outro post, trarei a legislação e regras para a avaliação de desempenho com a finalidade conceder estabilidade ao servidor na carreira, após cumprido o estágio probatório.  Continue reading “MPU: avaliação de desempenho” »

Onde estudar TI? Direito

De nada adianta passar várias horas estudando, sem ter a metodologia adequada. A sugestão de hoje é uma reflexão da forma de estudo, baseada numa série de vídeos publicada pelos professores Gabriel Habib e Allan Magalhães, numa palestra entitulada “Como estudar Direito direito”.

Estes três vídeos, disponibilizados no Youtube, dão importantes dicas de metodologias de como otimizar os estudos para concursos públicos. Embora o foco seja de direito, os métodos certamente também podem ser aplicadas para outras disciplinas de concursos públicos.

Continue reading “Onde estudar TI? Direito” »