Receita Federal lança aplicação para “rascunhar” Declaração de 2015

A Receita Federal do Brasil lançou no último dia 03 de novembro a aplicação “Rascunho da Declaração de IRPF 2015”. Esta app é facultativa, e permite ao contribuinte ir registrando ao longo do ano os fatos que causem impacto na sua declaração, como o recebimento de rendas, pagamento de despesas dedutíveis, doações etc.

Visual da Aplicação Rascunho. Fonte: Portal G1 – Disponível em http://s2.glbimg.com/LXnesCyYTZAE8Ok2njc8obSP14w=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2014/11/03/rascunho-irpf.jpg

O aplicativo pode ser visualizado através da internet, neste link, e ainda tem versões para smartphones e tablets que rodem Android ou iOS.

O registro de rascunho não significa que o contribuinte tenha feito a declaração. Já fiz um rápido teste e uma das críticas que tenho ao app é não informar como será feita a exportação dos dados, pelo menos na versão web. Não me pareceu, numa rápida olhada, ser possível importar dados da declaração de 2014, de forma que a principal funcionalidade, a princípio, parece ser mesmo o registro fácil de pequenas despesas que acabamos nos esquecendo de separar os recibos no dia-a-dia, e são feitos de forma bastante corrida quando do momento de preencher a declaração.

Microsoft compra Nokia por US$ 7 bilhões

O mundo da tecnologia hoje foi afetado por uma importante notícia: a Microsoft anunciou a compra da divisão de smartphones da Nokia, e suas respectivas patentes, por pouco mais de sete bilhões de dólares. A empresa finlandesa passará a trabalhar com serviços e redes. O mercado especula que o diretor-executivo da Nokia, Stephen Elop, seria o mais cotado para assumir o posto de CEO da Microsoft, atualmente ocupado por Steven Ballmer, que já anunciou sua saída do cargo no ano que vem.

R.I.P. Nokia
Descanse em paz, Nokia Fonte: http://genk.vn/dien-thoai/van-menh-cua-nokia-sap-duoc-quyet-dinh-20120904112458929.chn

Particularmente, não acredito em grandes mudanças, exceto no fim dos celulares Nokia, já há muito previsto pelo mercado. Quanto ao nome de Elop, ninguém melhor para comandar a Microsoft: um executivo que pegou um gigante tido como imbatível, mas que ficou parado no tempo e hoje não sabe mais como voltar sequer a ser um player relevante no mercado. Atualmente, a Nokia não fica nem entre os cinco maiores fabricantes de smartphones – Samsung, Apple, LG, Lenovo e ZTE -, com maior margem de lucro, e mesmo incluindo os telefones “burros”, chamados de feature phones, ela já perdeu também sua liderança histórica, tida como impossível de ser derrubada, pela Samsung, no ano de 2012.

O mais irônico em toda a história é que o Windows Phone é um bom produto, talvez o melhor sistema operacional desenhado pela Microsoft voltado para o usuário comum, ou no mínimo certamente um dos melhores deles. Entretanto, a Microsoft prova do seu próprio veneno. Não investiu na hora correta, e seu sistema é “desconhecido” e, pior, não atrai interesse do mercado. Com isto, sua participação em aproximadamente 3% do mercado traz-lhe uma maldição: é sempre o último sistema a receber os apps (aplicativos) da moda, quando os recebe. Que ironia, não? De que adianta ter a melhor câmera do mercado, quando aina não se tem o Instagram? Esta pergunta demonstra muito bem como Nokia e Microsoft não entenderam bem o que é o mercado de TI desta década.

Ubuntu Edge – O futuro dos smartphones top

A Canonical anunciou em 22 de julho o Ubuntu Edge, um projeto para um novo celular top de linha, cuja proposta é revolucionar o mercado, com novos conceitos como dual boot, aumento da capacidade de armazenamento e utilização de bateria de nanofios.

O projeto ainda está no papel e precisa angariar fundos da ordem de 32 milhões de dólares em 31 dias através de crowdfunding. Por 725 dólares é possível adquirir o aparelho – com previsão de entrega em maio de 2014, ou então, fazer uma contribuição menor, para ajudar a comunidade, ou maior, sendo que cotas especiais garantem alguns privilégios aos apoiadores do projeto.

Ubuntu Edge em camadas
O aparelho. Fonte: Canonical – Divulgação.

A configuração do aparelho promete ser bastante poderosa. Apenas achei que a resolução da tela fica devendo mesmo para os celulares mais caros vendidos hoje em dia:

  • Dual Boot: Ubuntu Mobile e Android
  • Integração com Ubuntu quando conectado a base
  • CPU multicore (não informada a quantidade de núcleos, provavelmente 4 ou 8)
  • 4 GB de Memória RAM (uau!)
  • 128 GB de armazenamento
  • Tela de 4,5 polegadas, com resolução de 1280 x 720
  • Câmera traseira de 8 megapixels e frontal de 2 megapixels
  • Duas frequências LTE
  • Duas frequências Wi-Fi
  • Bluetooth 4
  • NFC
  • Bateria de anodo-silício
  • Sensores: acelerômetro, giroscópio, proximidade, barômetro e bússola

O próprio site informa que algumas especificações podem ser alteradas, logo creio que a tela certamente será uma delas para a proposta do aparelho. Creio que só a proposta de integração entre o PCS e Smartphone (uma das apostas desde a apresentação do Ubuntu mobile e a proposta de inovação já façam este projeto merecer algum crédito, e espero que o projeto dê certo, para dar uma boa mexida no mercado de smartphones.

Celulares “Xing Ling” nem sempre são mau negócio…

Nos últimos anos, com o advento dos smartphones, também temos visto a chegada de vários aparelhos de marcas estranhas, tipicamente chineses, com baixo custo. Estes aparelhos podem ser uma boa compra, ou são sempre uma enorme furada? Este artigo pretende analisar e ver que nem sempre um destes celulares, conhecidos como “xing ling” são um mau negócio, e sim uma opção de bom custo/benefício.

GP501S, aparelho top de linha da Genesis, custa por volta de 140 dólares em lojas no Paraguai.
GP501S, aparelho top de linha da Genesis, custa por volta de 140 dólares em lojas no Paraguai.

Continue reading “Celulares “Xing Ling” nem sempre são mau negócio…” »

Sailfish – Um grande SO?

O mundo dos sistemas operacionais móveis anda muito agitado. Por mais que o Android conquiste sua fatia como líder de mercado, IOs mantenha um grupo fanático e Windows Phone tem alguma parcela de destaque, em especial pela forte campanha publicitária, aliada ao peso da marca Nokia, novas companhias tentam se aventurar propondo novos sistemas operacionais para os dispositivos mobile, que são hoje a bola da vez do mundo da tecnologia.

A Samsung está desenvolvendo o sistema Tizen, aparentemente para um perfil high-end. A Mozilla, criadora do navegador Firefox, mostra querer atender a um público mais amplo com o Firefox OS, um sistema que promete rodar em smartphones de baixa capacidade. A Canonical, responsável pelo Ubuntu, a mais popular distribuição Linux, também entra na briga com o Ubuntu OS. E, por fim, (ufa!), tem o Sailfish OS, da Jolla, uma companhia criada por ex-funcionários da Nokia. Será que neste grande mercado, alguém tem como se destacar?

Continue reading “Sailfish – Um grande SO?” »

Android Studio – A nova ferramenta para desenvolvimento de Android

Hoje está acontecendo a Google I/O, a conferência anual de desenvolvedores do Google, quando tradicionalmente a empresa apresenta as novidades em termos de produtos ou serviços.

As principais apostas para este ano são o Android 5.0, uma nova plataforma de jogos para o Android, modificações no Google Maps e mais detalhes sobre o Google Glass, apresentado no ano passado e que agora começa a chegar às mãos dos desenvolvedores.

Uma das novidades já anunciadas (a apresentação ainda está ocorrendo), é a criação do Android Studio (imagem abaixo), uma plataforma de desenvolvimento unificada para o Android, que promete facilitar e reduzir o tempo de desenvolvimento de aplicações. Gostei muito de ver o emulador integrado e a “aparência de Visual Studio”.

Android Studio
Cara do Android Studio, a nova ferramenta de desenvolvimento para android

Update:

O Android Studio já está disponível para download. Para acessar a página e escolher a versão (Linux, Mac ou Windows), clique aqui. A versão disponibilizada é a 0.1.