Receita Federal lança aplicação para “rascunhar” Declaração de 2015

A Receita Federal do Brasil lançou no último dia 03 de novembro a aplicação “Rascunho da Declaração de IRPF 2015”. Esta app é facultativa, e permite ao contribuinte ir registrando ao longo do ano os fatos que causem impacto na sua declaração, como o recebimento de rendas, pagamento de despesas dedutíveis, doações etc.

Visual da Aplicação Rascunho. Fonte: Portal G1 – Disponível em http://s2.glbimg.com/LXnesCyYTZAE8Ok2njc8obSP14w=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2014/11/03/rascunho-irpf.jpg

O aplicativo pode ser visualizado através da internet, neste link, e ainda tem versões para smartphones e tablets que rodem Android ou iOS.

O registro de rascunho não significa que o contribuinte tenha feito a declaração. Já fiz um rápido teste e uma das críticas que tenho ao app é não informar como será feita a exportação dos dados, pelo menos na versão web. Não me pareceu, numa rápida olhada, ser possível importar dados da declaração de 2014, de forma que a principal funcionalidade, a princípio, parece ser mesmo o registro fácil de pequenas despesas que acabamos nos esquecendo de separar os recibos no dia-a-dia, e são feitos de forma bastante corrida quando do momento de preencher a declaração.

Motorola abre código de smartphone Moto G

A Motorola anunciou nesta segunda-feira que o código do seu smartphone Moto G passou a ter o código aberto, com página disponibilizada no portal SourceForge (clique para acessar).

Moto G - Divulgação Motorola
Moto G – Divulgação Motorola

O aparelho, que já chamou a atenção por ter tido seu lançamento mundial anunciado no Brasil, onde é fabricado, e pela ótima relação custo x benefício (com modelos custando a partir de R$ 649,00) quer continuar chamando a atenção do mercado. A princípio, a simples disponibilização do código ao público não gera benefícios. Entretanto, permite que desenvolvedores estudem o código e possam melhorá-lo. Sem a menor dúvida, a maior vantagem é a de que se torna muito mais simples implementar futuras versões do Android, que já tem naturalmente código aberto, e reduzindo bastante o prazo de implantação e eventuais bugs que tanto prejudicam aqueles aparelhos que mesmo tendo uma configuração bastante robusta sofrem com atualizações demoradas pelos fabricantes, isto quando chegam a ocorrer.

O Moto G vem equipado com um processador Qualcomm Snapdragon 400 (quad core), tela de 4,5 polegadas com resolução de 720×1368, até 16 GB de armazenamento interno. No lançamento, utilizava a versão 4.3 do Android (Jelly Bean), mas já com prometida atualização para a 4.4 (conhecida como Kit-Kat). Há três versões, sendo que uma delas é compatível com dois chips.

 

Lançado o Android 4.3 Jelly Bean

O Google fez ontem o anúncio de sua nova versão do Android, conhecida como 4.3 Jelly Bean. Na verdade, trata-se ainda de uma simples atualização enquanto não sai a aguardada versão 5.0, ou Key Lime Pie (torta de limão, na tradição do Android ser batizado com nomes de doces de acordo com a letra inicial).

O “novo” Jelly Bean. Fonte: Google – Divulgação

A nova versão promete melhorias no desempenho. Dos novos recursos, os Perfis Restritos parecem ser a maior novidade. Este recurso permite que você limite os acessos a determinadas funcionalidades, o que pode ser bom para pais preocupados ou para perfis empresariais.

O recurso de vários usuários também foi aprimorado, entretanto continua restrito aos tablets, devido a restrições de patente*.

O primeiro aparelho a receber a atualização é o Nexus. Entretanto, certamente o que todos no mundo Android esperam é pela próxima evolução, que deve vir no aniversário dos 5 anos do sistema do robozinho.

* Da Nokia, que pelo que se saiba, até hoje nunca conseguiu sequer implementar a patente da qual é proprietária.

OUYA – O incrível console de 99 dólares

Os fãs de software livre estão empolgados com o OUYA, um novo console baseado em software livre, que roda o sistema operacional Android. O pacote básico, vendido por 99 dólares, inclui o console – que na verdade é uma “caixinha”, além de dois controles sem fio, bastante semelhante ao utilizado no Xbox.

Console e controle OUYA
Ouya – um novo console baseado em plataforma livre. Fonte: Ouya.tv

O Ouya tem um hardware bastante interessante: Continue reading “OUYA – O incrível console de 99 dólares” »

Android: noções básicas de layouts – Linear Layout

O desenvolvimento para Android é baseado no modelo MVC (model-view-controller). Isto significa que temos um desenvolvimento em camadas, permitindo a separação de responsabilidades. O foco deste artigo é iniciar o desenvolvimento de layouts (views) para dispositivos baseados na plataforma Android. Continue reading “Android: noções básicas de layouts – Linear Layout” »

Celulares “Xing Ling” nem sempre são mau negócio…

Nos últimos anos, com o advento dos smartphones, também temos visto a chegada de vários aparelhos de marcas estranhas, tipicamente chineses, com baixo custo. Estes aparelhos podem ser uma boa compra, ou são sempre uma enorme furada? Este artigo pretende analisar e ver que nem sempre um destes celulares, conhecidos como “xing ling” são um mau negócio, e sim uma opção de bom custo/benefício.

GP501S, aparelho top de linha da Genesis, custa por volta de 140 dólares em lojas no Paraguai.
GP501S, aparelho top de linha da Genesis, custa por volta de 140 dólares em lojas no Paraguai.

Continue reading “Celulares “Xing Ling” nem sempre são mau negócio…” »

Sailfish – Um grande SO?

O mundo dos sistemas operacionais móveis anda muito agitado. Por mais que o Android conquiste sua fatia como líder de mercado, IOs mantenha um grupo fanático e Windows Phone tem alguma parcela de destaque, em especial pela forte campanha publicitária, aliada ao peso da marca Nokia, novas companhias tentam se aventurar propondo novos sistemas operacionais para os dispositivos mobile, que são hoje a bola da vez do mundo da tecnologia.

A Samsung está desenvolvendo o sistema Tizen, aparentemente para um perfil high-end. A Mozilla, criadora do navegador Firefox, mostra querer atender a um público mais amplo com o Firefox OS, um sistema que promete rodar em smartphones de baixa capacidade. A Canonical, responsável pelo Ubuntu, a mais popular distribuição Linux, também entra na briga com o Ubuntu OS. E, por fim, (ufa!), tem o Sailfish OS, da Jolla, uma companhia criada por ex-funcionários da Nokia. Será que neste grande mercado, alguém tem como se destacar?

Continue reading “Sailfish – Um grande SO?” »

Google anuncia o Google Play Games

O Google confirmou uma das especulações durante o Google I/O, sobre a criação de uma rede social específica para jogos, o Google Play Games. Há várias APIs, sendo que elas são realmente muito interessantes, vamos aos detalhes:

A primeira é a de salvar o progresso do jogo em nuvem. O que isto significa? Que você poderá continuar o jogo de um outro aparelho, bastando para isto conectar contas do Google+.

Outra vantagem desta espécie de rede social é que haverá um ranking de todos os jogadores e outro e seus amigos. Será possível também executar jogos multiplayer, com até quatro jogadores. Neste caso, trata-se de uma funcionalidade exclusiva para Android. Estas são as principais vantagens para os usuários.

Entretanto, nem tudo parece ainda estar funcionando muito bem. Houve problemas e não foi demonstrada a funcionalidade multiplayer.

Já para os desenvolvedores, há APIs que checam a origem do download da app. Com isto, o desenvolvedor terá informações sobre a pirataria de suas aplicações, se eventualmente não forem baixadas pela Play Store.

O Google Play Games é suportado por dispositivos que utilizam Android 2.2(Froyo) ou superior. Ou seja, mais de 98%* dos dispositivos Android suportarão esta nova funcionalidade.

*Conforme o portal Android Developers

Android Studio – A nova ferramenta para desenvolvimento de Android

Hoje está acontecendo a Google I/O, a conferência anual de desenvolvedores do Google, quando tradicionalmente a empresa apresenta as novidades em termos de produtos ou serviços.

As principais apostas para este ano são o Android 5.0, uma nova plataforma de jogos para o Android, modificações no Google Maps e mais detalhes sobre o Google Glass, apresentado no ano passado e que agora começa a chegar às mãos dos desenvolvedores.

Uma das novidades já anunciadas (a apresentação ainda está ocorrendo), é a criação do Android Studio (imagem abaixo), uma plataforma de desenvolvimento unificada para o Android, que promete facilitar e reduzir o tempo de desenvolvimento de aplicações. Gostei muito de ver o emulador integrado e a “aparência de Visual Studio”.

Android Studio
Cara do Android Studio, a nova ferramenta de desenvolvimento para android

Update:

O Android Studio já está disponível para download. Para acessar a página e escolher a versão (Linux, Mac ou Windows), clique aqui. A versão disponibilizada é a 0.1.