Receita lança nova versão do Programa de Declaração de Imposto de Renda

A Receita Federal lançou uma nova versão do programa para declaração do imposto de renda 2016 (ano-calendário 2015). Quem já entregou a declaração, não precisa se preocupar, mas quem ainda não entregou, e utilizar o programa antigo, não vai conseguir realizar a entrega pelo Receitanet, sendo orientado a baixar a nova versão.

Para baixar as versões mais recentes dos programas de declaração e transmissão do Imposto de Renda, visitem o site da Receita Federal do Brasil, neste link.

Seria o auxílio-moradia responsável pela contenção de gastos?

Veja o quadro comparativo abaixo, e entenda porque o Ministério Público da União está passando por medidas tão drásticas de redução de despesas. Um orçamento que já era difícil ficou ainda mais complicado quando as atividades de custeio tiveram que ser cortadas para alocação de recursos destinado ao auxílio moradia, graças à edição da MP 711/2016. A conclusão é óbvia: os recursos nominais destinados a custeio ficaram menores do que os disponíveis em 2014, em todos os ramos, num cenário de preços bem mais elevados.

Evolução das autorizações orçamentárias para Defesa da Ordem Jurídica nos orçamentos de 2014 a 2016, por ramos:

Ação/Ano 2014 2015 2016 2016*
4261 (MPDFT) R$ 67.780.000 R$ 75.200.000 R$ 61.772.379 R$ 58.772.379
4262 (MPT) R$ 229.222.247 R$ 263.450.700 R$ 262.903.163 R$ 210.303.163
4263 (MPM) R$ 30.943.000 R$ 34.187.921 R$ 31.115.620 R$ 31.115.620
4264 (MPF) R$ 458.794.194 R$ 541.530.591 R$ 503.212.322 R$ 452.212.322
  • *Valores atualizados, considerando os cortes da MP 711/2016.

Cancelamentos de orçamento para destinação ao pagamento de auxílio-moradia, por ramo:

Ministério Público da União (Total)
106.600.000
Ministério Público Federal
51.000.000
Ministério Público Militar
3.600.000
Ministério Público do Distrito
Federal e dos Territórios
17.000.000
Ministério Público do Trabalho
35.000.000

Fontes: LOA 2014, 2015, 2016 – Volume II, MP 711/2016