Lei 12883/2013 cria novos cargos no MPU

Foi sancionada na data de ontem, 21 de novembro, a Lei nº 12883/2013, que cria novos cargos de Subprocurador-Geral do Trabalho, bem como cargos de Analista e Técnico e funções comissionadas, que servirão de suporte aos gabinetes destes Subprocuradores. A publicação ocorreu no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

Os cargos criados provavelmente serão todos providos no Distrito Federal, e foram criados conforme tabelas abaixo:

CARGO/DENOMINAÇÃO

NÍVEL

NÚMERO DE CARGOS

Subprocurador-Geral do Trabalho

12

Analista

Superior

36

Técnico

Intermediário

24

TOTAL

72

 

FUNÇÕES/NÍVEL

NÚMERO DE FUNÇÕES

CC-03

12

CC-02

12

FC-02

12

TOTAL

36

8 thoughts on “Lei 12883/2013 cria novos cargos no MPU”

      1. Prezado, como qualquer outra vaga, esta primeiro é oferecida para remoção. Entretanto, especificamente para estes gabinetes de subprocurador, por ser lei nova, provavelmente haverá uma emenda no orçamento para que sejam contempladas, com nomeação apenas para 2014, ou posterior.

  1. Olá,José Barbosa! Em alguns Estados, como é o caso do Tocantins, não existem vagas para algumas áreas, como por exemplo, para analista em Serviço Social… Assim sendo, pode a administração superior do MPU, se for interesse desta, criar uma lotação (redistribuindo as vagas já existentes) para essa especialidade no referido Estado? Ou será que não há essa possibilidade, sendo necessária a criação das vagas para lotação por meio de votação de lei com os respectivos cargos?

    1. Não é possível redistribuir, haja vista que já há previsão de vagas em edital. Entretanto, pode ser, sim, que vagas sejam criadas ao longo do concurso, e aí candidatos de outros estados poderiam participar.

  2. Obrigada pelo esclarecimento, José Barbosa. Estou lendo seus post’s aqui no blog. Estão me ajudando muito apesar de que ainda tenho muitas dúvidas… Preciso tomar uma importante decisão (largar minha vida profissional no Estado em que moro e ir pra BSB assumir o MPU). Certamente essa não é uma escolha fácil. Bem, é fato que o seu blog é a melhor fonte de informação que encontrei sobre o MPU. Muito bacana sua disposição em nos manter atualizados! Obrigada!

  3. Por favor estas 36 vagas para analista são para quais áreas? será que foi contemplada a área da educação? Estas vagas podem ser preenchidas com aprovados do oitavo concurso que ficaram abaixo do número de vagas previsto no edital, isto é, podem ser utilizadas como cadastro de reserva?

    1. As vagas são de cargos de técnico e analista, genericamente. Depois, cabe à administração alocar conforme a necessidade. E isto só dá para saber ‘em cima da hora’, quando é divulgada no Diário Eletrônico do MPF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *